Ceratocone

ceratocone-ilustracao

Ceratocone

O ceratocone, ou córnea cônica é uma condição na qual ocorre um afinamento progressivo e alteração no formato da córnea, resultando no seu abaulamento anterior, na forma de cone. A apresentação é geralmente bilateral e assimétrica. O ceratocone surge na adolescência, podendo manter-se estável ou progredir, sendo capaz de comprometer severamente a visão, mas raramente leva a cegueira.

O diagnóstico do ceratocone é feito pelo histórico do paciente e exames complementares da córnea. Para o paciente, a primeira indicação da doença é a piora da visão, a qual pode apresentar-se borrada, com as imagens distorcidas. O portador de ceratocone pode ainda apresentar visão dupla (diplopia), a visão de várias imagens do mesmo objeto, percepção de halos em volta das luzes e sensibilidade exagerada à luz (fotofobia). Frequentemente, também há a queixa de muita coceira nos olhos. O paciente pode relatar mudanças continuas na prescrição de óculos ou diminuição na tolerância ao uso de lentes de contato.

Nos casos mais brandos, o tratamento do ceratocone é inicia-se por meio de óculos. Para astigmatismos maiores ou um pouco avançados, lentes de contato rígidas podem ser adaptadas com sucesso. Hoje em dia, alguns casos apresentam melhora com adaptação de lentes hidrofílicas próprias para ceratocone. O tratamento cirúrgico é indicado para os casos mais avançados ou com cicatrizes extensas que não melhoram com lentes de contato. Após a cirurgia geralmente é necessário o uso de lentes de contato para obtenção de melhor acuidade visual.